quinta-feira, 1 de março de 2012

Nhoque com Ervas Frescas


Mudar velhos hábitos é coisa difícil, né gente? Como neta de italino que sou, uma boa massa pra mim sempre foi regada de preferência com muito molho de tomate e muito queijo parmesão, o mesmo acontecia com o nhoque.
Pela primeira vez, me aventurei nesse nhoque carregado de ervas finas, excluindo temporariamente o velho e bom molho ao sugo, a bolonhesa...
Acho até engraçado o termo ervas finas, porque tá cheio aqui no meu quintal... hortelã, alecrim, manjericão, tomilho e salsa, acho que vou trocar pra ervas frescas, gosto mais.
Pra dizer a verdade mesmo, este prato é encantador... ficou com um sabor bem sutil, mas o paladar pode identificar o sabor de cada erva e a maciez do nhoque.


Uma coisa tenho sacado... é preciso sempre navegar por outros mares!!
Os nhoques eu fiz assim:

Cozinhei 4 batatas médias. Deixei esfriar um pouco, tirei as cascas e passei pelo espremedor (ou amasse bem com um garfo).

Temperei esse purezinho com sal, pimenta branca moída na hora e noz-moscada raladinha.

Deixei esfriar mais um pouco e acrescentei 1 ovo e trigo aos poucos.

Fui amassando com as mãos e polvilhando farinha de trigo até a massa ficar homogênea, macia, suave e sem grudar nas mãos ( por isso vá acrescentando o trigo aos poucos, eu gosto do nhoque bem macio, mas não pode desmanchar ok?).

Polvilhei farinha de trigo na bancada, dividi a massa em 3 partes e fui esticando e fazendo rolinhos.

Então, cortei os pedacinhos com a faca e em seguida, passei cada nhoque numa madeirinha canelada (ou a parte de trás do seu ralador) para dar o formato de nhoque.

No fogão, com uma panela de água fervente (faça o teste com 1 nhoque pra ver se ele desmancha, se isso acontecer, é sinal de que a massa precisa de mais farinha) fui jogando os nhoques aos poucos.

Assim que eles subiam à tona, pegava-os com uma escumadeira e colocava todos direto numa vasilha com água fria, escorria e colocava no refratário e assim sucessivamente até todos os nhoques estarem cozidos.

Fiz o molho assim:

Numa frigideira grande coloquei 1 colher (sopa) de manteiga e um pouco de azeite e 3 dentes de alho socados pra dar aquele sabor.

Adicionei as ervas frescas picadinhas: tomilho, manjericão, salsa, alecrim, hortelã e alguns sweet grape (tomate uva, mais doce e menos ácido) cortados ao meio.

Em seguida, acrescentei os nhoques e meia concha da água em que foram fervidos, para formar aquele molhinho bem especial.



Um prato tão simpático que sacia, acaricia...
                                                     
                                                           um sabor tããão sutil...

                                                                           E pra finalizar,

                                                                                         muuuuito parmesão ralado.

                                                                                  Sabe que até esqueci do velho molho?!

                   

                                            Tá valendo, não tá??


21 comentários:

claudia disse...

nossaaaaa ... que delicia :)
fiquei a babar

Beijinhos

Renata Boechat disse...

Muito simpático!!!

Combinaram todos muito bem...rsss...

sim, precisamos navegar por outros mares...pra ver que vale a pena!

Bom dia minha amiga!

Josy disse...

Poxa se ta valendo, que delicia Maísa, adoro nhoque com molho ao sugo, mas esse também não ficou nada atrás, o sabor das ervas deu o diferencial ao prato. Gostei muito da sua sugestão miga. Bjocas

Felismina disse...

Hummmm, que maravilha!

Bjs.

"Manjares da Manu" disse...

Hummmm, ficou divino!!!

Bjs....

Lurdes Losquinhos disse...

Nunca comi, mas pelo aspecto deve ter ficado divino!
Beijinhos

Mónica disse...

Maísa maravilhoso. Adorei a sugestão.

Beijinho

Beth disse...

O seu aspecto é muito apetitoso e bem saudàvel!

bjs

Alice disse...

Maísa, que delícia!!! Ainda bem que não mudou os seus hábitos, que esse prato ficou uma loucura!! Adorei, deve ser uma maravilha, bem perfumado pelo molho de ervas frescas e bem temperado com o parmesão!!
Beijocas:)

mariana/receitas para a felicidade disse...

Uma delicia esse nhoque Maísa,adorei

beijo grande!!

Ivani disse...

Muito bom!!! Eu adoro o velho molho a bolonhesa, mas com esse nhoque eu também acho que esqueço dele!
Adorei a sugestão!
Bjs...ótima tarde!

Salsa Verde disse...

Adoro nhoques e estes ficaram com um aspecto super fresco e delicioso.
Beijinhos,
Lia

Sofia.Lopez disse...

Maísa, que prato lindo!!
Nunca fiz nem provei nhoque...mas fiquei super curiosa em fazer e está tão bem explicadinho que não dá para errar, obrigada!
É muito bom ter ervas sempre frescas à mão, gostei muito delas aqui neste nhoque, imagino o aroma...até deu para esquecer o molho de tomate!! rsrs
Beijinho grande

Carminha Lyra disse...

Além de ter ficado maravilhosamente gostoso, ficou LINDOOO!!

Andréa disse...

MINHA AMIGA,
ONTEM FOI DIA DE NHOQUE AQUI EM CASA É TRADIÇÃO COMERMOS NO DIA 29, RSRS. O SEU FICOU PERFEITO AS FOTOS ESTÃO MARAVILHOSAS!

BEIJINHOS, FICA COM DEUS!

A Paixão da Isa disse...

amiga sou posso dizer que esta 5* muito bom como eu gosto e esta muito bem presentado adorei bjs

Danni e Lype disse...

Querida Maísa,
Você está querendo me matar? De tanta vontade de comer essa MARAVILHA!!! Eu adoro nhoque e esse está PERFEITO!!!
Parabéns amiga!!!
Grande beijo, Irene

Renata disse...

Maravilha esse inhoque, adoro, e da próxima vez vou lembrar de sair da rotina! Deu a maior vontade!

Irene disse...

Aaaaaah! Tens ascendência italiana....Daí "as mamas de S.Vito".....
Mas o pratinho está demais!!!!Ui!
Bjocas minha amiga! E não te esqueças, para ti há-de sempre sobrar alguma coisa nem que seja uma palavra de mta amizade...
Bom fim de semana!

Lina disse...

Olá, Maísa!Adorei este nhoque bem vegetariano!Fiquei salivando em cada passo da receita tão bem explicadinha!
Valeu, amiga!
Beijinhos

Lourdes disse...

Nossa!!! E põe valendo nisso e ainda ficamos devendo!

Maravilha....ainda tem aí? Tô com o pratinho aqui!

Bjs