sábado, 12 de maio de 2012

Mãe (Desnecessária)

                                                                                                      (getty images)

MÃE (DESNECESSÁRIA)
                                                                Márcia Neder

A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo.


Várias  vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase, e ela sempre me soou estranha. Até agora. Agora, quando minha filha de 18 anos começa a dar vôos-solo.

Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e perigos.
Uma batalha hercúlea, confesso.

Quando começo a esmorecer na luta para controlar a super-mãe que todas temos dentro de nós, lembro logo da frase, hoje absolutamente clara.
Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária.

Antes que alguma mãe apressada me acuse de desamor, explico o que significa isso.
Ser “desnecessária” é não deixar que o amor incondicional de mãe, que sempre existirá, provoque vício e dependência nos filhos, como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos, confiantes e independentes. Prontos para traçar seu rumo, fazer suas escolhas, superar suas frustrações e cometer os próprios erros também.

A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão umbilical.
A cada nova fase, uma nova perda é um novo ganho, para os dois lados, mãe e filho.
Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse vínculo não pára de se transformar ao longo da vida.

Até o dia em que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família e recomeçam o ciclo.

O que eles precisam é ter certeza de que estamos lá, firmes, na concordância ou na divergência, no sucesso ou no fracasso, com o peito aberto para o aconchego, o abraço apertado, o conforto nas horas difíceis.

Pai e mãe - solidários - criam filhos para serem livres. Esse é o maior desafio e a principal missão.
Ao aprendermos a ser “desnecessários”, nos transformamos em porto seguro para quando eles decidirem atracar.

"Dê a quem você ama :
Asas para voar...
Raízes para voltar...  
Motivos para ficar...

                                   (Dalai Lama)

                                                                                               FELIZ DIA DAS MÃES!!

12 comentários:

Margarida disse...

É Maísa, sabe o que eu disse no momento em cortaram o cordao que unia minha vida á dos meus filhos??? Ja nao sao meus, sao da vida... eu gerei, alimeitei, cuidei, escondi eles 9 meses dentro de mim... ao seu primeiro grito... deixaram de ser vida da minha vida e passaram a ter uma vida deles... ninguem é de ninguem mesmo quando se ama alguem... meu dever nesse momento passa por educar, ser mae.. mas acima de tudo amiga a melhor amiga deles... protejo com garras... mas eles tem de cair, e eu nao querocometer o mesmo erro de minha mae... nunca me deu asas para voar, tive de me formar em Biologia, quando na realidade eu queria arte ou ser chef de cozinha e minha mae achava um desprestigio... meus filhos serao o que quiserem na vida... estarei do seu lado amando-os incondicionalmente ...

Feliz dia da Mae para vc amiga aqui foi no passado domingo!!

Beijocas

Renata Boechat disse...

Minha amiga, estou treinando, arduamente confesso, para me tornar desnecessária...um duro mas necessário aprendizado!

Lindissimo, e super verdadeiro este texto, e as imagens dizem tudo,

Que sejamos mães sempre felizes,

Obrigada!

Maísa disse...

Verdade minha amiga
Egoísmo de nossa parte achar que são nossos... o importante é dar-lhes educação, boas orientações, porque de resto a própria vida se encarrega...E que sejam felizes e sigam seu próprio caminho, sabendo que qdo precisarem o porto seguro estará sempre aqui!

Lu disse...

Adorei o texto.
Mas a minha mãe nunca foi desnecessária e acho q nunca vai ser. ela nao fez isso e eu nao gostaria q fizesse. hehe
Amo ela e necessito sempre dela.
Parabens a vc!
beijos
boracozinhar-lu.blogspot.com

A Paixão da Isa disse...

pois ser pais nao é nada facil mas um dia outro é temos mesmo que deixar voar das proprias assas gostei do texto um dia mt feliz de mae bjs

Maísa disse...

Lu
Desnecessária no sentido de deixar você voar com suas próprias asas, fazer suas próprias escolhas...
Um lindo dia das mães pra vc também!beijos

Kelly disse...

Dá um apertinho no coração saber que um dia serei desnecessária, mas sei q é por um bom motivo e q sejam felizes...
Um feliz dia das mães
bjos
Ke

Carla Colombo disse...

mãe nunca será desnecessária...
a gente sempre vai depender do carinho e amor dela, mesmo sem ela por perto! ;)

Álbum da Cozinha disse...

Afff
Para o Eduardo sou 'totalmente' desnecessária !
Para o Fernando, torço todo 'santo dia' ser desnecessária.
Que Deus me abençoe que na hora de 'partir' estejam muito bem.
Uau, este teu post me fez pensar e refletir sobre minha realidade de mãe.
Jinh♥

Josy disse...

É Maísa querida preciso praticar isso, as vezes me torno muito necessaria pra minha filha ao ponto de encher as paciencias hehe.O cordão umbilical ainda é muito presente dentro de mim, e olha que já se foram 28 anos hehe. Linda mensagem amiga. Feliz Dia das Mães, bjos

Romy Almeida disse...

Maísa... Um Dia da Mães muito Feliz!!!

Bjokas

Lourdes disse...

Lindo texto Maísa, hoje vim acabar de ler. pois no dia que estava lendo fiquei sem internet e nem deu tempo de comentar. Como é bom ter essa sensação de não mais ser necessária, é sinal de dever cumprido, mas ao mesmo tempo estar disponível para numa hora de aperto eles perceberem que tem em nós um porto seguro.

Feliz dia das mães atrasado!